Capitania Fluvial de Minas Gerais é ativada em Belo Horizonte-MG

10/12/2018
 
Cerimônia de ativação da Capitania Fluvial de Minas Gerais
 
No dia 05 de dezembro, em Belo Horizonte-MG, a Marinha do Brasil escreveu mais um capítulo na história que vem sendo escrita pela Instituição em Minas Gerais, com quase um século de atuação no estado. A cerimônia de ativação da Capitania Fluvial de Minas Gerais (CFMG) aconteceu em sua própria sede no centro da capital e contou com a presença do Governador do Estado de Minas Gerais, Fernando Pimentel; do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira; do ex-Comandante da Marinha Julio Soares de Moura Neto; do Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster; do Diretor Geral de Navegação, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel, e demais autoridades civis e militares.
 
Durante a cerimônia, foi realizado o primeiro cerimonial à Bandeira da Organização Militar (OM) e o ato de investidura, por meio do qual o Comandante de Operações Navais concedeu posse ao primeiro Capitão dos Portos de Minas Gerais, Capitão de Mar e Guerra Nicácio Satiro de Araújo. Também ocorreu a assinatura do termo de Ativação que marca a abertura do livro de estabelecimento da Capitania Fluvial de Minas Gerais, que registrará os dados essenciais desde a sua criação até a desativação, além do descerramento da placa alusiva à criação da OM.
 
A Capitania, já em pleno funcionamento, tem como uma de suas funções contribuir para o aumento da eficiência dos serviços já prestados pela Marinha à sociedade mineira, principalmente as comunidades mineiras náuticas de Belo Horizonte e demais regiões do estado. Em Minas Gerais estão concentradas as principais bacias hidrográficas do país, bacias do São Francisco, do paraná e a do Leste, todas desembocando no oceano Atlântico (Amazônia Azul).
 
Além das atividades inerentes à Segurança do Tráfego Aquaviário (STA), ao Ensino Profissional Marítimo (EPM) e à prevenção da poluição hídrica, a CFMG também executará, quando determinado, atividades atinentes ao Serviço Militar e apoiará o pessoal militar da Marinha e seus dependentes quanto a pagamento, saúde e assistência social.
 
De acordo com o Capitão dos Portos de Minas Gerais, Capitão de Mar e Guerra Nicácio Satiro de Araújo, é importante ressaltar que a segurança da navegação é uma das preocupações da Marinha em Minas Gerais, devido à expressiva concentração de embarcações de esporte e recreio no estado, além de transporte de carga e de passageiros. “Essa demanda requer uma ampliação de esforços da Autoridade Marítima, daí a necessidade de estar fisicamente próxima dos órgãos estaduais, municipais e federais e, simultâneo a isso, estar bem articulada para atender as demandas e a proteção e cuidado da vida humana no mar”, conclui.
 
Cerimonial à Bandeira é realizado pela primeira vez na Capitania
Fluvial de Minas Gerais