Conselheiros de Turismo discutem avanços do setor em Minas Gerais

O Conselho Estadual de Turismo de Minas Gerais (CET) promoveu, nesta quinta-feira (28/11), sua 43° reunião ordinária. O encontro, realizado no auditório do Sistema Fecomércio-MG, em Belo Horizonte, foi aberto pela subsecretária de Turismo de Minas Gerais, Marina Simião, e presidido por Jair de Aguiar Neto, vice-presidente do CET. Entre as pautas estavam o balanço das ações da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), as apresentações do projeto “Caminhos de São Tiago” e dos resultados dos trabalhos das Câmara Temáticas.

Para a subsecretária Marina, o saldo de 2019 é positivo: “Tivemos entregas relevantes como o lançamento da marca de destino Minas, o fortalecimento desse Conselho, nossa participação em diversos eventos e feiras que são importantes para o setor, entre outros. Mas ainda temos muito trabalho pela frente para desenvolver o turismo de Minas”, ressaltou.

Após a aprovação da ata da reunião anterior, os conselheiros votaram e por unanimidade concordaram com a entrada da Associação Mineira de Municípios (AMM) no Conselho. “A Secult acredita muito nessa parceria com a AMM que vem fazendo um trabalho diferenciado no estado”, disse Marina.

A apresentação do projeto “Caminhos de São Tiago” foi o tema seguinte. A nova rota de aproximadamente 285 km, envolvendo três Circuitos Turísticos e 11 municípios, pretende reproduzir pelos caminhos de Minas o roteiro místico de Santiago de Compostela, que atrai caminhantes de todo o mundo ao interior da Espanha. Os conselheiros destacaram a importância da continuidade de projetos desse porte e sugeriram que na próxima reunião a rota turística “Estrada Real” seja uma das pautas.

Os trabalhos seguiram com a apresentação das principais entregas da Secult em 2019. Entre elas foram citadas a reabertura da Fazenda Boa Esperança, em Belo Vale, a redefinição de uso do Palácio das Mangabeiras, a abertura do edital para concessão do Minas Centro, a publicação do Decreto 47.687, que fortalece os Circuitos Turísticos, a realização do III Seminário de Pesquisa e Inovação em Turismo (Sempit) em Belo Horizonte, a habilitação de 66 empresas no Programa Minas Recebe, entre outras.

A participação da Secult no Grupo de Trabalho juntamente com a Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade e o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG), com o objetivo de otimizar o transporte de passageiros, e as apresentações dos resultados das Câmara Temáticas também foram assuntos debatidos na parte final da reunião.